Suspeita de pulverização de vírus H1N1 através de rasto de aviões (chemtralis) na Ucrânia e em avião abatido na China

0
2909
Chemtrails
Chemtrails

Anda a circular pela internet uma informação bastante alarmante, a qual dá conta de terem sido descobertas aeronaves de origem norte-americana em missões macabras. Foi descoberto que aviões norte-americanos têm tentado pulverizar os territórios asiáticos, entre outros com uma mutação do vírus da Gripe Suína.

No artigo acerca dos chemtrails (Chemtrails: O que são ? (INTRODUÇÃO)), abordou-se a questão acerca da qual se acredita serem pulverizados agentes químicos e biológicos. Esta informação pode ser a confirmação de que há, de facto, actividades nesse sentido.

Como foi escrito no artigo “Vacina da Gripe Sazonal (INFORMAÇÃO), a vacina da gripe sazonal tem por base as estirpes encontradas na Ásia, (em meados de Janeiro/Fevereiro, para se saber que estirpes do vírus introduzir nas vacinas e poder assim lança-las no Outono, época das gripes), facto que poderá estar relacionado com a informação agora supostamente descoberta e apresentada.

O texto que circula pela internet é apresentado de seguida, na íntegra, traduzido para o português através do seu original em inglês, datado de 30 de Novembro de 2009.

Avião Operacional de pulverização da CIA, que transportava “vírus mutante” abatido na China

Relatórios que circulam no Kremlin afirmam que um avião contratado pelo governo norte-americano e pilotado por agentes americanos da CIA, que transportava uma carga de um “vírus mutante” da gripe suína destinada à pulverização aérea, foi abatido no aeroporto chinês Shanghai Pudong, por uma equipa de sabotadores, que acredita-se serem soldados israelitas da Mossad, que procuram impedir um ataque americano a uma das suas bases na Ásia Central, localizada na Nação Centro-Asiática do Quirguistão.

De acordo com relatos da imprensa chinesa sobre este incidente, o avião Zimbabwe MD-ll atingido, propriedade da Companhia Aérea CIA Link, da CIA, gerida por um oficial britânico ex-militar, chamado Andrew Smith e registado como britânico, vitimou mortalmente três agentes americanos da CIA e provocou outros quatro feridos, estes tendo sido identificados como sendo de nacionalidade americana, indonésia, belga e zimbabuana.

O que é mais interessante notar nestes relatórios sobre as vítimas desta ocorrência são as confissões do homem indonésio – actualmente em recuperação dos seus ferimentos -, à polícia secreta chinesa. Ele confessou ser um técnico empregado pela Marinha dos Estados Unidos na sua sua misteriosa Unidade Médica Naval de Investigação Nº2 (NAMRU-2), localizada na Indonésia, que o Ministro da Defesa indonésio Juwono Sudarsono tinha anteriormente tentado encerrar com a justificação de que “as suas operações eram de natureza muito secreta e assim incompatíveis com os interesses de segurança da Indonésia.”

Ainda mais interessante de se notar sobre esta base secreta de armas biológicas da Marinha dos E.U.A. na Indonésia (a maior nação islâmica do mundo) foi a sua criação, em cooperação com o Instituto Rockefeller, sobretudo tendo em atenção que se trata do principal centro do Programa Americano de Doenças Virais (VDP). O centro é descrito como um centro de “investigação epidemiológica e laboratorial de febres hemorrágicas virais, gripe, encefalite e rickettsioses” e na direcção do instituto está David Rockefeller que há muito que apela a uma drástica redução da população do nosso planeta.

Em relação ao plano em curso para mudar radicalmente o nosso planeta através da morte em massa da sua população, não precisamos ir mais além para a sua explicação, do que as palavras do próprio David Rockefeller, quando falou perante a obscura Comissão Trilateral em Junho de 1991. Ele afirmou:

“Estamos gratos ao The Washington Post, The New York Times, Time Magazine e outras grandes publicações, cujos directores têm participado nas nossas reuniões e respeitaram as suas promessas de discrição durante quase quarenta anos. Teria sido impossível para nós desenvolver o nosso plano para o mundo se tivéssemos sido sujeitos às fortes luzes da publicidade durante todos estes anos. Mas o trabalho é agora muito mais sofisticado e preparado para marchar rumo a um governo mundial. A soberania supranacional de uma elite intelectual e de banqueiros mundiais é certamente preferível à autodeterminação nacional praticada nos séculos passados.”

Para os Estados Unidos, isto significa empregar aviões com o objectivo de espalhar vírus mutantes da gripe suína em todo o mundo. Temos mais relatos vindos da China, como podemos ler:

“No dia 26 de Junho aeronaves suspeitas foram forçadas a aterrar. Um avião norte-americano AN-124 alterou o seu sinal indicativo de civil para militar, o que accionou uma reacção por parte do IAF após ter entrado no espaço aéreo do Paquistão. O avião foi forçado a aterrar em Bombaím, enquanto o segundo foi forçado por aviões a jacto nigerianos a aterrar, sendo a sua tripulação posteriormente detida.”

De acordo com relatos, a China (China People’s Liberation Army Air Force – Força Aérea da Libertação do Povo Chinesa) contactou oficiais dos serviços secretos indianos e nigerianos para questionar acerca da presença desses aviões norte-americanos entre aeronaves ucranianas, estando a crescer a preocupação de que os Estados Unidos estejam a espalhar agentes biológicos” na atmosfera da Terra. Alguns oficiais chineses também acreditam numa tentativa de genocídio em massa através da propagação da gripe suína H1N1.

O que é estranho acerca desses relatórios e detenções, bem como a descida forçada dos aviões é que essas aeronaves estavam a carregar sistemas de eliminação de resíduos que poderiam ser efectuadas através de pulverização até 45 Kg ou 100 Libras de neblina aérea (chemtrail) de uma sofisticada rede de nano-tubos que a conduziriam a partir das bordas das asas, dispersando assim o conteúdo destes tanques através de um nevoeiro.”

Relatórios destes aviões nortes-americanos a voar sobre a Ucrânia tambêm têm sido relatados como se pode ler adiante:

H1N1
H1N1

“Autoridades da cidade de Kiev, Ucrânia, negaram qualquer pulverização de “medicação aerossol” por aviões sobre a cidade. Isto após ter sido relatado que luzes de aviões teriam sido vistas sobre a área do mercado da floresta onde se pulverizou uma substância aerossol para combater o vírus H1N1 ou Gripe Suína.

Isto é confirmado por cinco fontes, e os jornais locais de Kiev também receberam centenas de telefonemas de residentes locais e donos de negócios próximos da zona onde os aviões pulverizaram a substância suspeita. Além disso, os negócios locais e retalhistas foram “aconselhados” a ficar em casa durante o dia, pelas autoridades locais.

Como não sendo isso suficiente, as autoridades governamentais também pressionaram as estações de rádio de Kiev a negar esses relatos. Na internet, em fóruns, websites e blogs, apareceram relatos de testemunhas oculares que o confirmam. Também há relatos de helicópteros a pulverizar aerossóis sobre Kiev, Lviv, Ternopil e ao longo do território ucraniano.”

O mais perturbador dos efeitos da pulverização deste vírus mutante da gripe suína sobre a Ucrânia é o efeito devastador que teve sobre o povo deste país, como podemos ler:

“Quase 40,000 pessoas foram infectadas desde ontem na Ucrânia, por aquilo que ainda podemos chamar como sendo a “Praga Ucraniana“. Os médicos afirmaram recentemente que este é um caso mais forte de H1N1 ou gripe suína que mutou e tem um efeito nos pulmões, destruindo-os e cobrindo-os de sangue.”

Mas o resultado mais horrivel deste vírus mutante da gripe suína é a Organização Mundial de Saúde estar actualmente a relatar mortes relacionadas na França, Noruega, Brasil, China, Japão, México, Ucrânia e nos Estados Unidos da América, sendo o número de mortes desta pandemia global de cerca de 8.000, tendo a China relatado que a doença mortal já começou a infectar cães.

Importante também notar nesses relatórios é que o avião pulverizador norte-americano derrubado na China foi relatado para ser alvo de uma base secreta israelita localizada na Nação do Quirguistão na Ásia Central, que muitos judeus Ashkenazi (os judeus Ashkenazi perfazem aproximadamente 80% dos judeus em todo o mundo) consideram como sendo a sua “pátria espiritual” depois de seu longo exílio por causa do regime comunista soviético, e onde num relatório dos analistas dos serviços secretos russos, se afirma que os israelitas estão se aproximando do final da decifração – que tem durado longas décadas -, do antigo manuscrito Épico de Manas (com cerca de meio milhão de linhas, o Épico de Manas é vinte vezes maior do que a Odisséia e a Íliada de Homero combinadas) que eles acreditam conter os avisos mais antigos relacionados com os nossos tempos actuais, que (por coincidência?) estão de acordo com os antigos povos Maias, na sua previsão de que 2012 será o fim da nossa era actual.

Não é do nosso conhecimento qual será o resultado desses eventos; Nada além de afirmar o óbvio, que a verdade em relação a estas questões irá continuar a ser ignorada, e até ser alvo de escárnio, exactamente pelo mesmo tipo de pessoas que há muito planeiam o extermínio que agora está a ser levado a cabo, e que não fazem ideia do quão fácil se tornou para eles, na verdade, ser controlado pelos seus mestres da propaganda.

Apenas podemos esperar que acordem antes que seja tarde demais para si próprios, mas os factos sugerem que não será assim.

Fonte: http://preventdisease.com/

Artigo Original: AQUI

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here