Triângulo das Bermudas: aviões desaparecidos desconsiderados

0
1785
Navion 16
Navion 16

Era um típica manhã de sol brilhante do sul da costa oeste Florida, na Sexta-Feira, 25 de Maio de 1973. O céu estavam sem nuvens, e o vento fraco soprava de sudeste. Em geral, a chuva e as trovoadas acompanhadas de aguaceiros originam um clima quente e húmido no interior, que só alcança a costa a meio da tarde. Deste modo, as manhãs são o tempo ideal para voar sobre a península da Florida num avião ligeiro.

Robert Corner, de 46 anos, disse adeus à mulher e Reno Rigon sorriu à sua amiga, Jean Gimble. Corner levou o Navion 16 branco e preto do hangar para a pista. O operador da torre de Fort Myers deu o OK para descolar. O avião, um monomotor de asa baixa, roncou pela pista fora e elevou-se no céu, levando os dois homens através da Florida, para West Palm Beach.

Depois de um voo sem incidentes, o Navion desceu em West Palm Beach, onde Corner encheu os tanques de combustível e fez uma revisão final ao aparelho. A etapa seguinte para as Bahamas era sobre o oceano – mais de 50 milhas de mar. Depois, deviam seguir a linha da costa da Grande Bahama até Freeport, que era o seu destino.

Quinze minutos depois estavam no ar. Voaram sobre o lago Worth e sobre os canais intercostais e ainda ganhavam altura quando o aparelho se afastou da costa da Florida, deixando para trás as palmeiras e pinheiros australianos de Palm Beach. Corner comunicou com a torre de West Palm Beach dizendo que o seu avião nº5-126 K voava ao largo de Palm Beach em direcção a Freeport. Mas nunca chegou ao seu destino, as Bahamas.

Assim que a FAA notificou a guarda costeira do desaparecimento do avião, começou uma operação de busca. Marinha, Força Aérea, patrulhas da Aviação Civil e aviões da guarda costeira começaram as pesquisas. Os aviões Dauntless e Cape Fox procuraram na orla oriental da corrente do golfo. O Point Charles e o Point Barnes patrulhavam a zona oeste da corrente. A busca abarcou uma área que se estendia de Florida Keys a Portsmouth, na Virgínia, e 150 milhas para o mar. O vento soprava a 20 nós, com ondas de menos de 3 pés. Havia trovoadas dispersas, mas estavam suficientemente afastadas para se poder voar contra elas.

A 29 de Maio, quando a noite envolveu o «Triângulo das Bermudas», a busca terminou. Não se havia encontrado rasto nem do aparelho preto e branco nem de Bob Corner, nem de Reno Rigon. Pouca ou nenhuma referência foi feita a este incidente nos jornais da Florida, mas o desaparecimento do aparelho é tão enigmático como o perder-se o Star Tiger, o Star Ariel e outros aparelhos no «Triângulo das Bermudas».

T-6
Robert Corner

E ainda há outros aparelhos, que desapareceram, numa média de um por mês, no «Triângulo» e que não foram relatados. Não é que não se saiba que desapareceram, mas os abrangidos ou associados a estas «misteriosas perdas aéreas» preferem manter um véu de segredo envolvendo as suas actividades. Estes são os aviadores de carreira e os aviões que se entregaram ao lucrativo negócio de contrabando de droga de Jamaica e Colômbia para a Florida. Devido aos imensos lucros realizados pelo transporte e venda dessas drogas; os transportadores de heroína consideraram primeiro o lucro, o segredo em segundo lugar e a segurança em terceiro. Os aviões vão perigosamente sobrecarregados quando se dirigem para qualquer remota ou deserta faixa de aterragem no sul da Florida. Sabe-se que grande número deles se esmagaram no solo ao levantar voo, porque iam demasiado carregados. Levam unicamente o combustível necessário para atingir o ponto a que vão destinados na Florida, descarregam e dirigem-se a um campo regular, onde se apresentam à alfândega como legítimos homens de negócios ou pessoas em férias que voltam das Índias Ocidentais. Outros nem sequer se preocupam com a alfândega porque nunca participam quando saem dos Estados Unidos. Deste modo, nunca são dados como desaparecidos com os seus aviões excessivamente carregados e sem combustível suficiente. Se Herbie Pond, o primeiro contrabandista a desaparecer no «Triângulo», conhecesse as condições em que estes homens voam, com certeza que se levantaria da sua sepultura marítima.

Fonte: Livro “O Mistério do Triângulo das Bermudas” de Richard Winer

Índice do Triângulo das Bermudas: https://paradigmatrix.com/?p=5039

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here