Aquecimento Global estagnou desde 2002

0
1558
Estagnação do Aquecimento Global
Estagnação do Aquecimento Global

Os especialistas em alterações climáticas estão surpreendidos e sem explicações para a estagnação do Aquecimento Global no planeta Terra. O fenómeno chama-se ‘pausa no aquecimento’ e verifica-se já desde 2002. Hoje, em Estocolmo, na Suécia, o Painel Intergovernmental para as Alterações Climáticas (IPCC) apresenta um novo relatório, no qual vai reforçar o aumento de 0,8 graus celsius desde o início do Século XX.

Os cientistas cépticos em relação ao fenómeno das alterações climáticas estão a aproveitar esta ‘pausa’ no aquecimento para contestar as projecções feitas e, acima de tudo, o contributo do homem para o aumento da temperatura.

“As alterações climáticas e o Aquecimento Global são um jogo que envolve milhões e milhões de dólares. Conforme as conclusões apresentadas, aposta-se mais ou menos nos combustíveis fósseis, como o petróleo ou o gás natural” explica ao CM Filipe Duarte Santos, especialista em climatologia, um dos revisores da segunda parte do relatório do IPCC, acrescentando: “A indústria do petróleo é muito poderosa. Qualquer desculpa é boa para fazer abrandar a aplicação de medidas para reduzir a emissão de gases com efeito de estufa’!

A ajudar à teoria dos cépticos estão as recentes imagens de gelo no Ártico, captadas pela agência espacial NASA, que registam um aumento da superfície coberta de gelo na ordem dos 60 porcento em relação ao verificado no ano passado. Nigel Farage, o eurodeputado, já tinha apresentado na Comissão Europeia estes resultados, tendo Durão Barroso, posteriormente, tentado ridicularizá-lo.

Gelo Ártico

O relatório, revela Filipe Duarte Santos, vai dar conta de três aspectos essenciais e que demonstram a tendência de aquecimento. “0 aumento da temperatura média do ar estagnou. É ligeiramente inferior ao previsto. A temperatura dos oceanos, porém, tem aumentado de uma forma constante. Já o nível médio do mar está no limite superior das projecções feitas pelos cientistas”, afirma Filipe Duarte Santos.

Centenas de cientistas

Mais de 800 cientistas estão em Estocolmo a preparar o resumo da primeira parte do relatório do IPCC. Cerca de 200 são autores principais do mesmo.

Relatório dividido

O relatório do IPCC, conhecido por AR5, será apresentado por fases até Novembro de 2014. A segunda fase será no Japão, em Março, e a terceira na Alemanha, em Abril. A última, em Novembro, é na Dinamarca.

Fonte: Correio da Manhã

Vídeo (reportagem da CMTV):

Comentário do Paradigmas:

Quando é referido neste artigo que houve cientistas a ficarem perplexos com os resultados, ocorre-nos somente afirmar que, qualquer perplexidade perante os resultados obtidos numa dada investigação, só é possível caso o investigador abdique da sua imparcialidade, abraçando uma doutrina. E é o que se tem passado em relação ao tema do Aquecimento Global. Foi criada uma enorme doutrina na defesa dos argumentos do Aquecimento Global causado pelo homem, de tal forma que os cientistas – que sendo humanos, sabe-se epistemologicamente ser impossível desapossarem-se desse estatuto quando partem para uma investigação -, foram de tal forma influenciados, que toda a sua conduta cientifica partiu dessas premissas, nunca questionadas.

Serve-nos de aviso, para a facilidade com que, mesmo no meio científico caiamos no dogmatismo.

É assim que se permite que se cataloguem certos Fenómenos registados neste mundo, como inexistentes e arrogantemente desconsiderados do alto de uma torre de marfim, por incautos buscadores da verdade, que num passo de mágica se apossam da mesma. Neste caso, compreendemos que o apelo ambiental é bastante sedutor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here