Evidências de que os adjuvantes das Vacinas podem ser perigosos: Síndrome de Sjögren

0
75
Evidências de que os adjuvantes das Vacinas podem ser perigosos: Sintomas do Síndrome de Sjogren
Evidências de que os adjuvantes das Vacinas podem ser perigosos: Sintomas do Síndrome de Sjogren

Síndrome de Sjögren, uma síndrome autoimune / inflamatória causada por adjuvantes

Este artigo intitulado «Sjögren’s syndrome: another facet of the autoimmune/inflammatory syndrome induced by adjuvants (ASIA)» é do Journal of Autoimmunity e publicado em 2014. [1]

Os sintomas associados à ASIA incluem:

  • Mialgia, miosite ou fraqueza muscular;
  • Artralgia e / ou artrite;
  • Fadiga crónica, sono que não é actualizado ou distúrbios do sono;
  • Manifestações neurológicas (especialmente associadas à desmielinização);
  • Comprometimento cognitivo, perda de memória;
  • Pirexia, boca seca.

Citações do artigo:

“Recentemente, foi definida uma nova síndrome, a “síndrome auto-imune / inflamatória induzida por adjuvantes” (ASIA). Nesta síndrome, são incluídas diferentes condições caracterizadas por sinais e sintomas comuns e induzidas pela presença de um adjuvante. O adjuvante é uma substância capaz de aumentar a resposta imune e de actuar como um gatilho no desenvolvimento de doenças autoimunes. Os fenómenos autoimunes pós-Vacinação representam uma questão importante de ASIA.”

“Devido à associação directa entre a exposição ao agente infeccioso (principalmente vírus) e o desenvolvimento da síndrome sicca, o possível vínculo entre a vacina e a síndrome de Sjogren não é surpreendente.”

Estudo estabelece ligação entre o Alumínio presente em Vacinas e numerosos distúrbios graves

Este artigo lançado no The Journal Autoimmunity e publicado em 2013 cria o alerta de que os adjuvantes de Alumínio nas Vacinas podem ser perigosos e causar autoimunidade em algumas pessoas.

Do artigo:

“Este estudo reconhece que os adjuvantes de Alumínio nas Vacinas também foram associados a várias condições diferentes, incluindo miofasciíte macrofágica, reações alérgicas, síndrome da fadiga crónica, artrite, esclerose múltipla, lúpus eritematoso sistémico, granulomas e vários distúrbios neurológicos”.

“As manifestações clínicas de algumas dessas reacções podem levar meses ou anos para se desenvolver, muito mais do que os intervalos de tempo utilizados nos estudos de segurança de Vacinas“.

Como as diferenças genéticas fazem as pessoas reagirem de maneira diferente às Vacinas, os autores fazem uma recomendação muito importante: recomendam que as Vacinas e a calendarização das mesmas sejam personalizadas para o indivíduo com base no seu perfil genético e risco de reactividade. A ciência para aperfeiçoar essa capacidade ainda tem um longo caminho a percorrer, mas deve ser desenvolvida o mais rápido possível.

Fontes:

[1] Colafrancesco, S., Perricone, C., Priori, R., Valesini, G., Shoenfeld, Y. (2014). Sjögren’s syndrome: Another facet of the autoimmune/inflammatory syndrome induced by adjuvants (ASIA). Journal of Autoimmunity, 51, 10-6. DOI: 10.1016/j.jaut.2014.03.003

[2] Perricone C1, Colafrancesco S, Mazor RD, Soriano A, Agmon-Levin N, Shoenfeld Y. (2013). Autoimmune/inflammatory syndrome induced by adjuvants (ASIA) 2013: Unveiling the pathogenic, clinical and diagnostic aspects. The Autoimmunity Journal, 47:1-16. DOI: 10.1016/j.jaut.2013.10.004

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here