Relatos de OVNIs: O Caso Kenneth Arnold – A Origem do Termo "Discos Voadores" e o precedente que provocou vários relatos de OVNIs

0
657
Disco Voador
Disco Voador

Origens do termo “Disco Voador”

O relato de Arnold foi apresentado pela primeira vez em edições de fim de dia de alguns jornais em 25 de Junho, aparecendo depois disso em diversos jornais dos EUA e do Canadá (e em alguns jornais no exterior), em 26 de Junho e depois dessa data, frequentemente na primeira página. Os primeiros repórteres a entrevistarem Arnold foram Nolan Skiff e William C. Bequette do East Oregonian em Pendleton, Oregon, em 25 de Junho, sendo que a primeira história sobre o avistamento de Arnold, escrita por Bequette, foi publicada no jornal no mesmo dia.

A partir de 27 de Junho, os jornais começaram a usar termos como “prato voador” e “disco voador” para descrever os objectos avistados. Assim, o relato de Arnold recebeu o crédito por ter dado origem a esses termos. No entanto, a origem real dos termos é algo controversa e complicada. O corpo das primeiras histórias noticiadas de Arnold não menciona o termo “prato voador” ou “disco voador”. Entretanto, histórias anteriores registam, de facto, que Arnold usou os termos “prato”, “disco” e “forma de torta” para descrever o formato.

Anos mais tarde, Arnold alegou ter dito a Bequette que “eles voavam erráticos, como um prato atirado pela superfície da água”. Arnold acreditava ter sido mal interpretado, já que sua descrição referia-se ao movimento do objecto e não ao seu formato. Assim, Bequette recebe frequentemente os créditos por ter usado pela primeira vez o termo “disco voador”, supostamente numa interpretação equivocada do que disse Arnold, mas o termo não aparece nos primeiros artigos de Bequette. Na verdade, o seu primeiro artigo de 25 de Junho afirma somente “Ele disse ter avistado nove aeronaves que pareciam pires a voar em formação…” Só em 28 de Junho Bequette usaria pela primeira vez o termo “disco voador” (mas não “prato voador”).

Vários relatos de OVNIs após o avistamento de Arnold

Nas semanas que se seguiram à história de Arnold, em Junho de 1947, choveram pelo menos várias centenas de relatos de avistamentos de várias partes dos EUA e do mundo, a maioria delas descrevendo objectos em forma de disco. O avistamento por uma tripulação da United Airlines de outros nove objectos com o formato de um disco sobre Idaho, em 4 de Julho, recebeu provavelmente mais cobertura jornalística que o avistamento original de Arnold e abriu as portas para a cobertura da imprensa nos dias subsequentes.

Os militares dos EUA negaram ter qualquer aeronave na área do Monte Rainier no momento do avistamento. Da mesma forma, em 6 de Julho, surgiram especulações nos jornais de que os objectos seriam “asas voadoras” ou “panquecas voadoras”, aeronaves experimentais em forma de disco em desenvolvimento pelos militares dos EUA naquela época. Os militares repetiram que nenhuma aeronave poderia ser associada aos avistamentos, o que é confirmado por registos históricos.

O mais famoso evento de OVNI durante esse período foi o incidente de Roswell, a alegada recuperação pelos militares de um disco voador acidentado, uma história que surgiu em 8 de Julho de 1947. Para acalmar a crescente preocupação do público, esses e outros casos foram desmentidos pelos militares nos dias seguintes como sendo avistamentos de balões meteorológicos.

Índice do caso Kenneth Arnold: https://paradigmatrix.com/?p=151

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here