Monsanto: Spin-offs e Fusões

0
533
Spin-off
Spin-off
Devido a uma série de transacções, a Monsanto que existiu de 1901 até 2000 e a Monsanto actual são duas empresas juridicamente distintas. Apesar de partilharem o mesmo nome e a mesma sede, muitos dos mesmos executivos entre outros funcionários, além da responsabilidade pelos danos decorrentes de actividades no negócio de químicos industriais, o negócio de produtos químicos agrícolas é o único segmento que transitou da empresa pré-1997 para a Monsanto actual. Tal começou a ser concretizado no inicio da década de 80:

  • 1985: A Monsanto adquire a G. D. Searle & Company. Nesta operação de fusão, a empresa de produção de aspartame da Searle, torna-se numa subsidiária separada da Monsanto, a NutraSweet Company. O CEO da NutraSweet, Robert B. Shapiro, tornou-se CEO da Monsanto de 1995 até 2000.
  • 1996: A Monsanto adquire em Abril, 49,9% da Calgene, criadores do tomate Flavr Savr, adquirindo mais 5% em Novembro.
  • 1997: A Monsanto fez um Spin-Off da sua divisão de produtos químicos industriais e fibras, criando a Solutia Inc. Isso faz com que a responsabilidade financeira relacionada com a produção e a contaminação com PCBs nas fábricas de Illinois e Alabama sejam transferidas para a nova empresa. Em Janeiro, a Monsanto anunciou a compra da Holden’s Foundations Seeds – um negócio de sementes privado, propriedade da família Holden -, juntamente com a sua “empresa irmã” de organização de vendas: a Corn States Hybrid Service. As empresas estavam sediadas em Williamsburg e Des Moines, Iowa, respectivamente. O preço da compra combinado totalizou 925 milhões de dólares. Além disso, em Abril, a Monsanto adquiriu as acções remanescentes da Calgene.
  • 1999: A Monsanto vende a NutraSweet e outras duas empresas.
  • 2000: A Monsanto funde-se com a Pharmacia and Upjohn, e deixa de existir. No final do ano, a Pharmacia forma uma nova subsidiária, também chamada Monsanto, para as divisões agrícolas, e mantém as divisões de investigação médica, que incluem produtos como o Celebrex.
  • 2002: A Pharmacia faz um Spin-Off da sua subsidiária Monsanto numa nova companhia, a “nova Monsanto“. Como parte do acordo, a Monsanto compromete-se a indemnizar a Pharmacia em relação a quaisquer responsabilidades que possam ser assacadas a partir de decisões judiciais contra a Solutia. Como resultado, a nova Monsanto continua a ser um partido para os inúmeros processos judiciais relacionados com as operações da antiga Monsanto.
  • 2005: A Monsanto adquira a Seminis, uma empresa líder mundial em sementes de vegetais e frutas, por 1,4 biliões de dólares.
  • 2007: Em Junho, a Monsanto completa a sua compra da Delta and Pine Land Company, uma grande empresa criadora de sementes de algodão, por 1,5 biliões de dólares. A Monsanto abandona o seu negócio de reprodução de suínos ao vender a Monsanto Choice Genetics à Newsham Genetics LC em Novembro, desconotando-se de “todas e quaisquer patentes relacionadas com suínos, pedidos de patentes, e qualquer outra propriedade intelectual relacionada.”
  • 2008: A Monsanto compra a empresa holandesa de sementes De Ruiter Seeds por 546 milhões de dólares, e vende a sua marca POSILAC de somatotropina bovina e de negócios relacionados à Elanco Animal Health, uma divisão da Eli Lilly and Company, em Agosto por 300 milhões de dólares mais uma “retribuição contingente” adicional.
Índice da Monsanto: https://paradigmatrix.com/?p=208

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here