Farsa: Casa Branca alega que vídeo de Bin Laden lançado ontem é recente, mas tem 4 anos de idade

0
523
Videos de Bin Laden são mais antigos do que afirmam
Videos de Bin Laden são mais antigos do que afirmam

Num esforço desesperado para sustentar a sua narrativa oficial que está em ruínas, a Casa Branca lançou hoje um duvidoso conjunto de vídeos caseiros de Bin Laden, supostamente apreendidos no seu complexo durante o ataque da noite de domingo. Os vídeos alegadamente mostram Bin Laden em 2010, mas as imagens são quase idênticas às lançadas há quase quatro anos por um grupo do Pentágono que actua como canal para os Serviços Secretos norte-americanos e que é famoso por lançar regularmente vídeos falsos da Al-Qaeda.

Antes mesmo de olhar para as novas imagens, recorde-se que o Washington Post relatou no ano passado como os agentes da CIA recrutavam “empregados de pele mais escura” para criar falsas imagens de Bin Laden. O facto da CIA criar falsas imagens de Bin Laden é um facto admitido, não é uma teoria da conspiração.

“Vídeos caseiros extraordinários retirados do esconderijo de Bin Laden mostram o líder terrorista a assistir à cobertura noticiosa acerca de si mesmo na televisão”, relatada o jornal Daily Mail.

“Os vídeos foram apreendidos por Navy SEALs depois de Bin Laden ter sido morto. Foram esta tarde mostrados a jornalistas por funcionários dos Serviços Secretos.”

Um dos vídeos pretende mostrar Bin Laden a assistir a notícias televisivas sobre si próprio. As imagens foram filmadas praticamente por trás da sua cabeça e só revelam uma pequena parte do seu rosto. A televisão mostra imagens de Bin Laden, assim como imagens estáticas e imagens de Barack Obama. Curiosamente, o único momento em que a camera foca a televisão para que se possa ver claramente a imagem é quando ela mostra Bin Laden, Obama ou ambos numa imagem estática em conjunto.

Bin Laden

Ao contrário das imagens nas quais Bin Laden supostamente vai alternando os canais de televisão, nas quais a sua barba é cinzenta, noutras imagens, as quais a Casa Branca alega terem sido filmadas entre Outubro e Novembro de 2010, Bin Laden aparece com a barba tingida de preto. O homem a assistir televisão parece ser muito mais velho do que o Bin Laden visto nas outras imagens.

A MSNBC publicou as imagens sob o título “Novo Vídeo mostra Bin Laden num Robe Dourado.” No entanto estas imagens são praticamente idênticas às primeiras imagens lançadas pelo grupo do Pentágono no seu site em Setembro de 2007. Nessas imagens, Bin Laden também aparece com barba tingida e está vestido com exactamente as mesmas roupas. O único aspecto que difere é a cor do fundo. Nas noutras imagens o fundo tem a mesma cor castanha como nas imagens de 2007. Como revelou a análise do especialista informático Neal Krawetz, fundos falsos são frequentemente usados nas supostas filmagens falsas da Al-Qaeda, onde é usada uma tela azul para sobrepor-se à figura do orador sobre um pano de fundo pré-seleccionado.

Gravações de Bin Laden em 2010

As filmagens nessas fitas pretendem mostrar Bin Laden a fazer gravações no final de 2010, sendo que aparece idêntico a como quando apareceu em imagens divulgadas em 2007.

A imprensa convencional falhou completamente ao nem sequer mencionar o facto de que grande parte das imagens, que a Casa Branca alega terem sido filmadas em 2010, serem praticamente idênticas às lançadas em 2007 no site do grupo do Pentágono. Porque faria Bin Laden um vídeo em Outubro de 2010 e não publica-lo? A menos que estas imagens se tratem de meros bastidores das filmagens já publicadas há quatros anos atrás.

Não seria a primeira vez que as filmagens de Bin Laden seriam publicadas como sendo material recente, quando na verdade têm anos de idade.

Em Julho de 2007, a imprensa convencional anunciava a chegada de filmagens de Bin Laden a dar um discurso como sendo recentes. Na verdade, tratavam-se de imagens com quase 6 anos de idade, tendo sido filmadas em Outubro de 2001 e posteriormente divulgadas pela IntelCenter, organização irmã do site, em Outubro de 2003. Na altura, fizemos uma comparação de imagens, provando que estas, apelidadas de recentes em 2007, tinham na verdade sido filmadas em 2001 e lançadas pela primeira vez pela agência de notícias islâmica Al-Ansaar em 2002.

Gravações de Bin Laden em 2007

Como já foi documentado, a organização que divulgou as filmagens originais de 2007 que são virtualmente idênticas às imagens divulgadas hoje pela Casa Branca não é mais do que um canal de propaganda do Pentágono dirigida por uma filha de um antigo espião israelita.

A organização do site é virtualmente uma adjudicatária do governo dos EUA, recebendo cerca de 500mil dólares anuais do Tio Sam, e foi apanhada a divulgar filmagens falsas da Al-Qaeda em várias ocasiões. O domínio do website está hospedado em servidores localizados em Washington DC, situados entre o Departamento de Segurança Interna e a Embaixada de Israel.

Como nas filmagens de 2007, o logotipo da As-Sahab aparece nas “recentes” filmagens divulgadas pela Casa Branca. Uma investigação levada a cabo em 2007 por Neal Krawetz, que mereceu destaque na revista Wired, descobriu que o logotipo da As-Sahab foi adicionado ao mesmo tempo que o logotipo da IntelCenter, outro complexo militar-industrial, significando que as chamadas “filmagens da Al-Qaeda” vieram, na verdade, directamente dos círculos dos Serviços Secretos norte-americanos. Embora Krawetz tenha afirmado que era o caso, numa entrevista gravada, depois da história ter começado a receber atenção, Krawetz recuou misteriosamente na sua alegação, apesar de Kim Zetter da Wired ter recebido a confirmação de Krawetz de que todas as informações contidas na reportagem original eram válidas.

Estas filmagens “recentes” que são na verdade idênticas às lançadas em 2007, pouco farão para evitar a ruína da narrativa da Casa Branca acerca de Bin Laden, que tem estado sob suspeita depois de se ter relatado que o corpo de Osama foi apressadamente atirado ao mar e de Obama ter-se recusado a divulgar imagens de Bin Laden morto.

A narrativa do ataque de domingo passado, tem conhecido constantes inversões e até mesmo os jornalistas da imprensa convencional estão a começar a ficar preocupados, principalmente depois de se ter verificado que Obama e Hillary não poderiam ter visto o ataque ao vivo como alegaram ter visto, porque a transmissão foi cortada antes dos Navy SEAL terem entrado no complexo, o que significa que as fotos que supostamente mostram Obama e Hillary a assistir ao assassinato de Bin Laden ao vivo, foram completamente encenadas.

Vídeos:

Paul Joseph Watson
7 de Maio de 2011

Fonte: InfoWars.com

Artigo Original: http://www.infowars.com/hoax-white-house-claims-4-year-old-bin-laden-tapes-are-new-footage/

A Morte de Bin Laden (Índice): https://paradigmatrix.com/?p=357

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here