A previsão terrivelmente precisa de Edgar Allan Poe

0
1905
As previsões certeiras de Edgar Poe
As previsões certeiras de Edgar Poe

Em 1838, o futuro Deus do Terror Edgar Allan Poe publicou um livro chamado “The Narrative of Arthur Gordon Pym of Nantucket” (A Narrativa de A. Gordon Pym), o seu único romance completo. O livro foi uma bomba tão grande, que Poe acabou por concordar com os seus críticos tratar-se de um “livro muito idiota” (ainda assim o suficiente para inspirar pesos pesados como Jules Verne e Herman Melville a escrever “Moby Dick” e “O Mistério da Antártida” – Sim, Poe era da “pesada”).

O que é estranho:

Poe fez algo ao estilo de “Blair Witch” no seu romance, tendo alegado que o mesmo se teria baseado em factos reais. Acabou por ser uma meia-verdade: os eventos da vida real, simplesmente ainda não tinham acontecido.

Numa cena n’A Narrativa de A.Gordon Pym, este visita um navio baleeiro perdido no mar, tendo levado tudo menos quatro dos seus tripulantes. Sem comida, os homens tiraram à sorte quem haveria de ser comido. A desfecho infeliz acabou por calhar a um jovem grumete chamado Richard Parker.

Quarenta e seis anos mais tarde, aconteceu um desastre real no mar, envolvendo o Mignonette. Tal evento tornou-se famoso devido às consequências legais de alguns terríveis acontecimentos a bordo, nomeadamente a forma como os homens tiraram à sorte e decidiram comer o seu grumete…

O que é ainda mais estranho:

… que se chamava Richard Parker.

A história bizarra foi descoberta décadas depois por Nigel Parker, um primo distante do Richard Parker que foi comido. Só podemos imaginar o que diabos terá passado pela sua cabeça quando se deparou com a conexão.

Tornou-se na mais bizarra previsão não-intencional de eventos futuros num trabalho de ficção.

Breve Biografia de Edgar Allan Poe:

Edgar Allan Poe

Edgar Allan Poe (Boston, 19 de Janeiro de 1809Baltimore, 7 de Outubro de 1849) foi um escritor, poeta, romancista, crítico literário e editor norte-americano.

Poe é considerado, juntamente com Jules Verne, um dos precursores da literatura de ficção científica e fantástica modernas. Algumas das suas novelas, como “The Murders in the Rue Morgue” (Os Crimes da Rua Morgue), “The Purloined Letter” (A Carta Roubada) e “The Mystery of Marie Roget” (O Mistério de Maria Roget), figuram entre as primeiras obras reconhecidas como policiais, e, de acordo com muitos, as suas obras marcam o início da verdadeira literatura norte-americana.

Edgar Allan Poe nasceu no seio de uma família escocesa-irlandesa, filho do actor David Poe Jr., que abandonou a família em 1810, e da actriz Elizabeth Arnold Hopkins Poe, que morreu após o nascimento de Rosalie, a irmã mais nova de Poe.

No dia 3 de Outubro de 1849, Poe foi encontrado nas ruas de Baltimore, com roupas que não eram as suas, em estado de delirium tremens, e levado para o Washington College Hospital, onde veio a morrer apenas quatro dias depois. Poe nunca conseguiu estabelecer um discurso suficientemente coerente, de modo a explicar como tinha chegado à situação na qual foi encontrado. As suas últimas palavras teriam sido, de acordo com determinadas fontes, «It’s all over now: write Eddy is no more», em português, «Está tudo acabado: escrever Eddy já não existe».

Nunca foram apuradas as causas precisas da morte de Poe, sendo bastante comum, apesar de não-comprovada, a ideia de a causa do seu estado ter sido embriaguez. Por outro lado, muitas outras teorias têm sido propostas ao longo dos anos, de entre as quais: diabetes, sífilis, raiva, e doenças cerebrais raras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here