Triângulo das Bermudas: o desaparecimento do Biplano Waco cubano

0
563
Desaparecimento do Biplano Waco
Desaparecimento do Biplano Waco

Em Dezembro de 1935, três cubanos, José Perez, Juan Hernandez e José Delgado levantaram voo de Havana, no avião que tinham comprado há pouco. Iam na direcção da ilha de Pine, a cem milhas para sul, em busca de terrenos para construção. O biplano Waco de quatro passageiros era um dos melhores aparelhos da época. Com o seu grande motor Wright Whirlwind de duzentos e cinquenta cavalos-vapor, não devia ter levado mais de uma hora para chegar ao seu destino. As primeiras quarenta milhas deviam ser sobre terra e o resto do voo sobre água cristalina, com apenas vinte e cinco pés de profundidade. Mesmo o pior dos navegadores poderia alcançar a ilha, de trinca e cinco milhas de largura, sem se desviar dos baixios que a separam de Cuba. Perez era um aviador experimentado. No entanto, nunca chegaram ao seu destino.

No dia seguinte começou a busca, que abarcou toda a zona a sul de Havana. Exploradores a pé bateram toda a zona das montanhas e os picos. Aviões e barcos exploraram minuciosamente as tranquilas águas que aparelho devia ter sobrevoado. Nem rasto do biplano Waco ou dos três homens que se descobriu jamais. Haviam penetrado no «Triângulo das Bermudas».

Fonte: Livro “O Mistério do Triângulo das Bermudas” de Richard Winer

Índice do Triângulo das Bermudas: https://paradigmatrix.com/?p=5039

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here