Sonhos e Premonições: Introdução

0
2339
Sonhos
Sonhos

Os Sonhos têm sido vistos, desde sempre, como caminhos para o conhecimento oculto. Para muitas culturas, eram canais para o mundo dos espíritos (seres poderosos que podiam, se quisessem, utilizar os poderes para proporcionar premonições aos sonhadores). Ideias semelhantes têm sobrevivido até tempos recentes, embora despojadas das bases animísticas primitivas. Ao invés, as interpretações modernas tendem a seguir Freud ao enfatizar a capacidade da mente adormecida de ter acesso ao subconsciente. Nesta perspectiva, os Sonhos premonitórios podem, tal como premonições conscientes, incitar ocasionais vislumbres intuitivos do futuro para lá do alcance da mente racional.

As revelações são, muitas vezes, puramente pessoais; milhares, se não milhões, de indivíduos em todo o mundo afirmam ter tido visões em antecipação sobre futuros companheiros, ou acerca da morte de entes queridos. No entanto, também existe uma longa tradição de pressentimentos de factos públicos traumáticos. Desde, pelo menos, no tempo de Júlio César, muitas pessoas garantiram ter tido presságios do assassinato de líderes políticos. Outro tema popular centra-se em acidentes durante viagens. Existe um sem-fim de previsões de grandes desastres aéreos e ferroviários e foram escritos livros inteiros sobre supostas previsões do naufrágio do Titanic.

Fonte: Livro «As Profecias que Abalaram o Mundo» de Tony Allan

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here