Marcha mundial contra a Monsanto

0
385
Marcha mundial contra Monsanto
Marcha mundial contra Monsanto

Segundo a plataforma “Transgénicos Fora”, este movimento pretende “promover a consciencialização dos perigos das sementes geneticamente modificadas, para a Saúde, agricultura e Ambiente, alertar para os perigos do herbicida Roundup (produto da Monsanto), composto essencialmente por glifosato que, segundo Organização Mundial de Saúde é cancerígeno e expor as políticas corruptas da Monsanto, nomeadamente a rotação de altos-cargos da administração publica nos EUA e União Europeia, com cargos na Monsanto”.

A plataforma aponta que o glifosato é o herbicida mais vendido em Portugal “nomeadamente por agricultores de transgénicos e convencionais e pelo estado português através de municípios, empresas municipais, Refer, etc.” e denuncia que há “uma relação comercial avultada entre a Monsanto e o estado português”.

O movimento lembra que as sementes transgénicas, “além de serem geralmente estéreis, são protegidas através de patentes, o que impede os agricultores de produzirem e armazenarem sementes para o próximo cultivo”, gera dependência e “garante o poder da Monsanto”.

A plataforma divulga o mapa nacional de todos os campos transgénicos e lembra que na União Europeia vários países proíbem o cultivo de transgénicos, nomeadamente Áustria, Hungria, França, Alemanha, Grécia Luxemburgo.

A “Transgénicos Fora” apoia os agricultores locais e biológicos “que se dedicam a semear todos os dias um futuro mais positivo para as futuras gerações, a criação de redes de consumo de alimentos locais e biológicos” e a “divulgação aos pequenos e médios agricultores de modos de produção agrícola livres de químicos e de sementes geneticamente modificadas”.

O movimento exige maior protecção dos alimentos através da devida rotulagem dos produtos que contêm OGM, inclusive quando estão presente na alimentação animal.

Sete marchas contra a Monsanto em Portugal

Em Portugal, foram convocadas, no Facebook, marchas contra a Monsanto em Lisboa, Setúbal, Coimbra e Funchal, todas para sábado 23 de Maio às 15 horas, no Porto às 14 horas, em Lagos às 16 horas e, para domingo 24 de Maio às 11 horas em Faro.

Sobre a marcha através do mundo pode aceder a informação em: http://www.march-against-monsanto.com/events

E a uma lista de eventos aqui: http://www.march-against-monsanto.com/events

Fonte: esquerda.net

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here