Vacinação – Mito Nº 5: As doenças infantis são extremamente perigosas

0
216
Vacinação – Mito Nº 5: As doenças infantis são extremamente perigosas
Vacinação – Mito Nº 5: As doenças infantis são extremamente perigosas

As doenças infantis são extremamente perigosas… Serão mesmo?

A maioria das doenças infecciosas na infância tem poucas consequências graves no mundo moderno de hoje. Mesmo estatísticas conservadoras do CDC (Centro de Controlo e Prevenção de Doenças) para a Tosse Convulsa durante o período 199294 indicam uma taxa de recuperação de 99,8%.

De facto, quando ocorreram centenas de casos de Tosse Convulsa em Ohio e Chicago no surto do Outono de 1993, um especialista em doenças infecciosas do Hospital Infantil de Cincinnati afirmou: “A doença era muito leve, ninguém morreu e ninguém foi à unidade de terapia intensiva.”

Na grande maioria das vezes, as doenças infecciosas da infância são benignas e auto-limitadas. Além de que também podem conferir imunidade ao longo da vida, enquanto a imunidade induzida pela vacina é apenas temporária. De facto, a natureza temporária da imunidade à vacina pode criar uma situação mais perigosa no futuro de uma criança. Por exemplo, a nova vacina contra a Varicela tem uma eficácia estimada de 6 a 10 anos. Se eficaz, adiará a vulnerabilidade da criança até à idade adulta, quando a morte pela doença é 20 vezes mais provável.

Cerca de metade dos casos de Sarampo no ressurgimento do final da década de 1980 ocorreram em adolescentes e adultos, a maioria vacinados em crianças [1], e as doses de reforço recomendadas podem fornecer protecção por menos de 6 meses. [2] Além disso, alguns profissionais de Saúde estão preocupados que o vírus da vacina contra a Varicela se possa “reactivar mais tarde na forma de Herpes Zoster ou outros distúrbios do sistema imunitário”. [3]

O Dr. A. Lavin, do Departamento de Pediatria do Centro Médico de St. Luke, em Cleveland, Ohio, opôs-se fortemente ao licenciamento da nova vacina: “Até que realmente saibamos (…) os riscos envolvidos na injecção de DNA com mutação [vírus do herpes] no genoma do hospedeiro [crianças]. ” [4]

A verdade é que “ninguém” sabe, mas a vacina já foi licenciada e é recomendada pelas autoridades de Saúde. Além da maioria das doenças infecciosas ser raramente perigosa, também pode desempenhar um papel vital no desenvolvimento de um sistema imunitário forte e saudável. Pessoas que não tiveram Sarampo têm uma incidência mais alta de certas doenças de pele, doenças degenerativas dos ossos e cartilagens e certos tumores, enquanto a ausência de Parotidite tem sido associada a riscos mais altos de cancro de ovários.

Verdade acerca do Mito:

O perigo que constitui as doenças infantis são exagerados e demasiado enfatizados, o que provoca medo nos pais, num procedimento muito questionável, mas altamente lucrativo.

Fontes:

[1] Relatado por KM Severyn,R.Ph,Ph.D. no Dayton Daily News, em 3 de Junho de 1995.

[2] Vaccine Information and Awareness, “Measles and Antibody Titre Levels,” from Vaccine Weekly, Janeiro de 1996.

[3] NVIC Press Release, “Consumer Group Warns use of New Chicken Pox Vaccine in all Healthy Children May Cause More Serious Disease”.

[4] Relatado por KM Severyn,R.Ph,Ph.D. no Dayton Daily News, em 3 de Junho de 1995. (citado no The Lancet)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here